Seu dinheiro está seguro?

Banner_blog_FGC

Ao investir em um título de Renda Fixa, como um CDB, você está emprestando dinheiro a um banco. A rentabilidade do seu investimento serão os juros que o banco pagará pelo dinheiro que você emprestou. Mas se o banco quebrar será que você perde tudo?

É justamente para proteger os investidores dessas situações que foi criado o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), cujo papel é ressarcir os clientes de instituições financeiras que enfrentem problemas de liquidez.

Acompanhe com a gente e saiba mais!

O que é e como surgiu o FGC

Criado em Agosto de 1995 por uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN – autoridade máxima do mercado financeiro), trata-se de uma entidade privada, sem fins lucrativos, com o objetivo de administrar mecanismos de proteção a titulares de créditos contra instituições financeiras, ou seja, aquelas pessoas que tenham emprestado dinheiro às instituições financeiras através de aplicações em CDB, LC e outros.

Em outras palavras, caso o banco do qual você comprou um CDB venha a falir, o FGC age te devolvendo o valor da sua aplicação mais os juros, respeitando as regras vigentes.

Para garantir esses recursos, o Fundo Garantidor de Crédito é mantido através de contribuições feitas pelas instituições financeiras brasileiras, que depositam mensalmente 0,01% do total dos valores captados por elas nos produtos cobertos pelo FGC.

Fonte: https://www.fgc.org.br/sobre-o-fgc/quem-somos

Limite financeiro do FGC

Antes de apresentar quais produtos o FGC garante, vamos explicar os limites financeiros dessa cobertura. Apesar de prover maior segurança ao mercado, a cobertura do FGC possui um teto por investidor e por instituição financeira, de forma que é preciso levar esses valores em consideração antes de investir.

Vejamos:
O limite por instituição é de até R$ 250 mil para cada CPF. Ou seja, se você possui R$ 300 mil investidos em um CDB do banco xyz, em uma eventual falência, o FGC te devolverá apenas R$ 250 mil reais.

Além do limite por instituição, há um teto de R$ 1 milhão por CPF, independente da instituição. Ou seja, imagine que você possue 06 aplicações de R$ 200 mil reais em 06 bancos diferentes. Se todos falirem, o FGC te garantirá apenas R$ 1 milhão, ficando umas das aplicações de fora. Porém, esse limite é restabelecido a cada 04 anos.

Quais aplicações são cobertas pelo FGC?

Agora que entendemos como o FGC atua é hora de conhecer quais aplicações ele garante. Veja a lista a seguir:

ATIVO O QUE É LASTRO QUEM PODE EMITIR PARA QUE SERVE RENTABILIDADE TRIBUTAÇÃO
LC Letra de Câmbio Carteira de Crédito Bancos múltiplos com carteira de crédito, financiamento e investimento e as sociedades de crédito, financiamento e investimento Financiar as operações da instituição Pré, Pós ou Híbrida Tabela Padrão
LH Letra Hipotecária Financiamentos Imobiliários Bancos múltiplos com carteira de crédito imobiliário, companhias hipotecárias, associações de poupança e empréstimo e sociedades de crédito imobiliário Financiar operações de crédito imobiliário Pré, Pós ou Híbrida Isenta de IR
LCI Letra de Crédito Imobiliário Financiamentos Imobiliários Bancos múltiplos com carteira de crédito imobiliário, companhias hipotecárias, associações de poupança e empréstimo e sociedades de crédito imobiliário Financiar operações de crédito imobiliário Pré, Pós ou Híbrida Isenta de IR
LCA Letra de Crédito do Agronegócio Crédito Agrícola Bancos Financiar operações de crédito agrícola Pré, Pós ou Híbrida Isenta de IR
CDB Certificado de Depósito Bancário o próprio banco Bancos Financiar as operações da instituição Pré, Pós ou Híbrida Tabela Padrão
RDB Recibo de Depósito Bancário A própria instituição Bancos comerciais, bancos de investimentos, sociedades de crédito, sociedades de financiamento e cooperativas de crédito Financiar as operações da instituição Pré, Pós ou Híbrida Tabela Padrão
POUPANÇA Caderneta de Poupança Financiamentos Imobiliários Bancos A maior parte vai para o financiamento imobiliário 70% do que render a taxa Selic Isenta de IR

Em resumo

Se você busca rendimentos superiores ao da poupança, mas sem abrir mão da segurança, pode explorar tranquilamente as opções acima. Respeitando os limites do FGC, é possível diversificar seus investimentos sem ficar descoberto.

Você encontra essas e outras opções em nossa plataforma e.PLUS. E tendo qualquer dúvida, é só entrar em contato e falar com um dos nossos especialistas.

Conte com a gente!

Escrito por Bruno Silva, especialista em investimentos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin