Saiba o que são fundos multimercados e como investir neles!

fundos-multimercados

Se você já está há algum tempo no mercado de ações, certamente sabe a importância da diversificação dos investimentos. Manter uma carteira de ativos variada é benéfico justamente por aumentar a rentabilidade. Existem diferentes tipos de fundos, mas um dos mais práticos nesse sentido são os chamados fundos multimercados.

Neste artigo, você conhecerá mais sobre as especificidades de apostar nessa variação de ativos, o que considerar ao escolhê-lo, benefícios, entre outras questões. Continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

O que são fundos multimercados?

Os fundos multimercados são um tipo de fundo onde o gestor tem a liberdade de investir em qualquer classe de ativo e em qualquer proporção. O investidor tem total liberdade para escolher a maneira como fará a composição da carteira e os ativos que farão parte dela. Ou seja, não há uma regra específica, como os fundos de renda fixa, crédito privado, entre outros, que devem seguir um percentual de concentração em determinados ativos.

Eles têm por característica o fato de permitir a mistura de classes de investimentos com rentabilidade atrelada a um risco controlado. Além disso, eles utilizam derivativos que trabalham em cima da alavancagem, a fim de maximizar tal rentabilidade e, até mesmo, para proteger a carteira de ativos. O fato é que tal fundo garante uma maior liberdade de gerenciamento e oferece um rendimento superior àqueles feitos em aplicações conservadoras.

Quais os tipos de fundos multimercados?

Dada a flexibilidade proposta pelos fundos multimercados, eles apresentam diversas opções para os investidores. A seguir apresentaremos alguns dos principais tipos e as suas características correspondentes!

Macro

Os fundos multimercado macro aplicam os investimentos em diferentes tipos de ativos, desde a renda fixa até ações, tendo base em uma estratégia embasada em indicadores, bem como cenários atrelados à macroeconomia, tanto de médio quanto longo prazos. Isso significa que ele analisa aspectos como as taxas de juros, inflação, variação cambial etc.

Assim, os fundos macro têm como principal elemento de análise a realidade econômica geral. A ideia é que, a partir disso, os investidores possam tomar a decisões que poderão se valorizar em relação às projeções econômicas futuras.

Trading

A classificação trading é colocada para aqueles fundos que exploram oportunidades de ganhos, tendo como base a movimentação de curto prazo no valor dos ativos. A ideia é obter lucros maiores nesse período menor.

Nesse caso, a compra do ativo é baseada em circunstâncias específicas. Ou seja, o investidor espera que o ativo se valorize em um determinado espaço de tempo, no caso, curto prazo.

Long and short direcional

O fundo de multimercado conhecido por long and short direcional tem por base a operação de ativos e derivativos relacionados ao mercado de renda variável, tendo montado posições que foram compradas ou mesmo vendidas. A ideia é obter resultados a partir da diferenciação das posições.

Nesse tipo de fundo, existe a possibilidade de ganho mesmo quando a ação apresenta desvalorização. Para isso, é necessário que a desvalorização seja menor que a retração marcada pelo ativo que está sendo vendido.

Livre

O fundo multimercado chamado livre, como o próprio nome predispõe, oferece maior liberdade ao investidor. Ou seja, não há nenhuma obrigatoriedade quanto à concentração em um determinado tipo de investimento.

Diante disso, a categoria costuma ter variadas possibilidades, com um grande volume de investimentos, sendo uma das maiores em relação aos outros fundos de multimercados apresentados.

Como escolher a melhor opção?

Como mostramos, existem diferentes tipos de fundos multimercados, cada qual com as suas especificidades. Diante disso, fica aquela dúvida: como escolher a melhor opção? A partir de alguns aspectos é possível avaliar a alternativa que melhor se encaixa em seu perfil como investidor e se adéqua aos seus objetivos. Veja.

Risco

O fator risco variará conforme os tipos de ativos alocados no seu fundo multimercados. O interessante é que não é obrigatório que determinado percentual seja alocado em um ativo específico, como acontece em fundos no geral.

Logo, é interessante verificar a sua disponibilidade ao risco e como isso afetará os seus investimentos. Vale lembrar que ativos que pagam um percentual maior costumam estar expostos a maiores riscos.

Aplicação mínima

Outra questão a ser considerada é a aplicação inicial exigida pelos fundos multimercados que você cogita investir. Alguns têm um valor mínimo que o investidor deve começar. Por isso, atente-se às condições determinadas pelo fundo.

Geralmente, os fundos ligados a investidores de varejo têm valores iniciais mais baixos, alguns começam em R$ 500. Por outro, temos as chamadas carteiras qualificadas que começam com investimentos na casa de R$ 250 mil.

Liquidez, alavancagem e volatilidade

Os fundos multimercados têm liquidez variada. Isso significa que os prazos que eles demoram para devolver o seu dinheiro podem mudar, a partir do momento que você opta por resgatar os dividendos. Por sua vez, temos a alavancagem, que diz respeito ao risco do fundo. Cada tipo especifica se há proibição ou permissão para fazer uso desse recurso.

Há também o fator volatilidade, que está ligado ao desvio que um fundo pode ter, tanto para cima quanto para baixo, na chamada média de rentabilidade. Todos os três fatores devem ser pesados no momento da escolha do fundo multimercado, pois isso interferirá na performance e nos resultados.

Quais os benefícios de apostar no multimercado ao investir?

A indicação é que investidores de diversos perfis possam operar dentro dos fundos multimercados. Além da possibilidade de maior rentabilidade dos ativos, existem outros benefícios que merecem destaque.

Diversificação dos ativos

A variação do investimento em ativos o ajudará a reduzir as chances de riscos. Além disso, a ação ajuda a trabalhar a liquidez, ou seja, os prazos para retirada dos recursos. Tais aspectos são fundamentais, especialmente, considerando o fato de que o investidor pode ter diferentes objetivos para o dinheiro.

Em suma, a diversificação dos investimentos ajudará a melhorar a relação entre o risco e o retorno obtido com os seus investimentos. Quando se aposta no multimercado, o processo flui muito melhor.

Flexibilidade

Outro benefício da aposta no multimercado é a flexibilidade por ele oferecida. A partir do momento que se investe nesse tipo de fundo, o investidor poderá adicionar diferentes ativos ao longo do tempo.

Fazer novas aquisições ajudará a trazer maior rentabilidade para a sua carteira de investimentos, melhorando os seus ganhos ao longo do tempo. Logo, quando perceber um movimento favorável do mercado, é hora de repensar a sua estratégia para novas aquisições. Sem contar que o investidor tem a possibilidade de escolher entre diferentes opções de fundos multimercado.

É interessante lembrar que qualquer fundo de investimento tem uma taxa de administração atrelada, quando a operação é feita por um gestor de investimentos. Em muitos tipos também há uma cobrança por taxa de performance, bonificando o gestor em caso de rendimento acima da média do índice usado como referência.

Para tomar decisões sobre fundos multimercado e encontrar a opção mais adequada ao seu perfil é importante buscar uma corretora qualificada e também acompanhar as notícias sobre o assunto, sendo a educação financeira essencial para ter sucesso nessa área.

Uma das dicas, nesse sentido, é conhecer maneiras distintas de economizar dinheiro. Por isso, separamos um post exclusivo sobre o assunto para ajudar você nessa questão. Acesse!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin