Aprenda a se tornar um scalper trader de sucesso neste artigo!

scalper

Operações que duram segundos, controle emocional, ativos que mudam de repente… Tais aspectos representam o cotidiano de um scalper trader. A prática de scalping tem se popularizado entre profissionais do mercado de investimentos.

Diante do crescimento do interesse por essa atividade, neste artigo, mostraremos o que é preciso para ser um scalper trader de sucesso, apresentando as vantagens e desvantagens de atuar nessa área, bem como uma lista com conselhos para se profissionalizar. Continue a leitura!

O que significa ser um scalper trader?

A palavra “scalper”, traduzida livremente do inglês, significa “cambista”. Apesar do vocábulo em português soar como algo pejorativo, a aplicação no mercado de investimentos é bastante comum.

A tradução, por si só, já demonstra o apetite por risco que o indivíduo considerado scalper tem quando se trata de investimentos. Isso, porque ele aproveita momentos de mudanças repentinas e volatilidade de mercado a fim de obter ganhos com a aplicação de dinheiro na bolsa.

Portanto, pode-se dizer que o scalping é um conjunto de operações que costumam durar segundos. Tal modelo é para pessoas que querem ficar pouco tempo posicionadas na compra e venda de ações.

Ele deriva do day trade, que é determinado por operações montadas que visam uma variação maior, por exemplo. O scalping não foca esse movimento como um todo: sua variação é menor, mas o espaço dela é muito curto, ou seja, várias pequenas operações, que fazem com que sejam obtidas pequenas margens de lucro em cada uma delas.

De maneira geral, a ideia é fazer dinheiro constantemente levando em consideração as oscilações rápidas, bem como tendências de alta e baixa. Os retornos costumam ser pequenos, mas lucrativos devido, ao alto volume de negociações.

Quais as vantagens e desvantagens de fazer o scalping?

Para ser um scalper trader, é preciso ter consciência de que existem riscos no processo. Logo, é fundamental ter grande conhecimento sobre operações na bolsa e também no mercado financeiro.

Tal conhecimento será primordial para que você aproveite todas as oportunidades que surgem, fazendo com que o movimento seja lucrativo. Confira, a seguir, um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens de se fazer o scalping!

Scalper: Vantagens

Uma das grandes vantagens de fazer o scalping é não precisar se preocupar com a pontuação da bolsa. Mesmo nos momentos em que ela está baixa, o scalper trader consegue faturar se fizer as operações certas. Afinal, é possível encontrar oportunidades de ganho mesmo em cenários em que o mercado se encontra desfavorável.

Outro benefício que pode ser aproveitado é o fato de a operação acontecer em um curto espaço de tempo. Ou seja, não é preciso ficar com o papel até que ele atinja o valor projetado esperado.

Mais um ponto a favor é que os erros podem ser corrigidos com mais rapidez, gerando menos ansiedade na oscilação da bolsa. Vale lembrar que os scalpers ainda podem se concentrar apenas em análises mais técnicas, não precisando ficar tão presos a fundamentos.

Scalper: Desvantagens

Por outro lado, o grande número de operações realizadas diariamente aumenta os custos embutidos na transação, se compararmos a outros estilos de negociação. Consequentemente, o scalper precisará realizar um volume alto de operações, a fim de obter ganhos satisfatórios.

Para fazer o scalping, é preciso também ter tempo. Ou seja, as chances de conseguir conciliar outros tipos de negociação são menores. Isso, porque todas as negociações precisam ser ativamente gerenciadas durante as horas mais líquidas do mercado.

Além disso, notícias inesperadas podem desencadear reações significativas no mercado e reverter o comércio lucrativo do scalping, sem contar que o scalper trader não se torna acionista, o que pode ser um empecilho para pessoas com perfil de investidor mais tradicional.

Quais os conselhos para quem quer se tornar um scalper de sucesso?

Diante das vantagens e desvantagens apresentadas, o que um investidor pode fazer para ser um scalper de sucesso? Confira os conselhos a seguir!

Estabeleça uma gestão de risco de seus investimentos

No scalping, as operações são realizadas com maior agilidade, mas isso não significa que uma gestão de riscos cuidadosa não deva ser realizada. Será ela que evitará as suas perdas, agilizará comandos e também permitirá a automatização de ferramentas operacionais.

O ideal é que o scalper preze por prolongar o seu ganho, em vez de realizar várias operações diariamente. Uma boa dica é manter um stop loss, a fim de evitar as perdas e aumentar as chances de ter maiores lucros.

Treine com simuladores

Pode parecer clichê, mas a prática leva à perfeição, ainda mais quando se trata de investimentos. Para ser um bom scalper, é preciso treinar bastante. Uma das maneiras de fazer isso é por meio de simuladores.

Tais ferramentas ajudam a fortalecer as suas habilidades de scalping e também a conhecer melhor o mercado de operações, como os outros modelo (tape reading, day trade, swing trade).

Vale lembrar que, nelas, é possível operar mesmo sem custos, pois servem para treinar situações tendo base nas operações do dia anterior. Logo, quanto mais familiaridade, melhor para a sua estratégia.

Estude para se profissionalizar

Os treinos em simuladores são essenciais, mas não basta dominá-los. O mercado financeiro é muito mais complexo, e, quando se trata de scalping, a aquisição de conhecimento sobre os diferentes aspectos ligados à bolsa de valores é essencial.

Procure conhecimento sobre o mercado, ações de risco, variações da bolsa, entre outros pontos. Isso dará mais segurança aos investimentos, além de possibilitar que você tenha cada vez mais eficácia na sua atuação.

Realize a revisão das suas operações diárias

Um hábito crucial para o scalper trader se profissionalizar é realizar a revisão das operações. Tal estudo o ajudará a entender quais ações deram certo e quais não funcionaram.

Por isso, crie o hábito de realizar a operação diária. Pode ser no final do mesmo dia ou antes de começar a operar no seguinte. Aliás, tal visualização será interessante para entender o movimento do mercado e poder prever alguns comportamentos que nortearão as suas ações.

Aproveite o dinamismo

O mercado de ações é dinâmico, tanto é que um ativo pode mudar de uma hora para outra, contrariando o que o scalper espera. Portanto, o ideal é sempre agir de maneira inteligente, buscando a neutralidade, em vez da perda.

Quando um ativo não tiver um desempenho como o esperado, o scalper deve se preocupar em sair da posição pelo mesmo valor que entrou. Sair no zero é muito melhor do que perder dinheiro, evitando prejuízos no seu dia de operações.

De modo geral, o nosso conselho é que o scalper trader busque conhecimento e também o desenvolvimento de habilidades técnicas. Afinal, trata-se de um profissional que trabalha em cima de especulações, sendo desaconselhado esse tipo de operação para pessoas com pouco conhecimento financeiro ou que não estão dispostas a correr riscos.

O scalping se aproxima bastante de ações de day trade. Quer conhecer mais sobre essa segunda modalidade e ampliar seus estudos sobre investimentos? Confira o nosso artigo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin